quinta-feira, 10 de abril de 2014

Como a ocupação
dispensa a preocupação
video
assim o conceito
dispensa o preconceito

terça-feira, 8 de abril de 2014


DO CORAÇÃO DA CIDADE 

À CIDADANIA DO CORAÇÃO…

(AEV/2011- proposta de MANIfesto)

Sendo função vital do coração levar o sangue a todos os tecidos do corpo, assim o CORAÇÃO DA CIDADE- estrutura política - tem a mesma função de proporcionar condições de vida a todos os cidadãos.
Se a Europa procura dias de Paz, assim terá de promover essa harmonia, quer em seu seio, onde se alargam cada vez mais GUETOS de outros Povos, quer nos países de origem desses fluxos migratórios, onde prevalecem estruturas de deficiente governação. Só a realização de tal desígnio poderá anunciar dias melhores pelo que não pode ser outra a razão de ser de um ANO EUROPEU DO VOLUNTARIADO.
Se é uma questão de vontade o futuro da humanidade, é a essa BOA VONTADE que somos convidados, em ANO a tal dedicado.
O clamor da multidão que na segunda Guerra Mundial levou ARISTIDES DE SOUSA MENDES a encontrar uma saída para quem fugia da morte, é hoje o clamor de milhões de seres humanos sem qualquer outra saída que não seja a morte lenta da fome e subnutrição.
COMO PASSAR-LHES HOJE ESSE PASSAPORTE DE SAÍDA E LIBERTAÇÃO é o objectivo e razão de ser da presente proposta que a Rede ANIMAR faz à Confederação Portuguesa do Voluntariado no sentido de, em tal enquadramento, ser apresentada à Comunidade Europeia.
Tendo de começar pela sua própria libertação, o que não se alcança sem um bom aproveitamento de seus recursos naturais, não se pode esquecer que são sempre as pessoas os recursos mais integrais e integrantes a ter em conta.
Um Povo que descobriu povos em toda a Terra para com eles coexistir durante 500 anos não pode deixar de ser sensível ao que se passa no mundo e não pode deixar de fazer, hoje, aquilo que, com nobreza e coragem, o fez um dos seus filhos, num dos momentos mais negros da História da Humanidade.
Assim o projecto de promoção de Cidadania com o título em epígrafe propõe-se no enquadramento de três Acções a desenvolver em três fases:
1 – O COMBOIO DA PAZ
2 – O EXPRESSO DO DESENVOLVIMENTO
3 – O CONVÍVIO DOS POVOS
O COMBOIO DA PAZ propõe-se para a primeira Semana de Maio – mês do coração - com o ponto alto no Sábado dia 7, em Cabanas de Viriato e CASA de Aristides de Sousa Mendes.
Nesse mesmo dia é dado o sinal de partida para o COMBOIO DO TEMPO - Expresso da memória - assim constituído em passaporte válido na libertação dos Povos, em cada um dos tempos e espaços.
A última acção e que se deseja também a primeira de um tempo novo é o CONVÍVIO DOS POVOS -  ponto de encontro das várias raças presentes neste país para aí se reflectirem estilos de governação,  em ordem a intercâmbios de cooperação na harmonia e bem-estar da Humanidade.


A Equipa coordenadora


DAR A MÃO A ESTA CA(u)SA...
CASA DA PAZ ...
CASA DA ESPERANÇA...
CASA DA HUMANIDADE...